Número total de visualizações de página

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Definição de Médium

Abordamos o sentido generalizado de médium: o ser humano como
intermediário - recepção e emissão - de nuitas forças.
O espiritismo tradicional, ou mais precisamente, o Kardecismo,
conceituou o médium como o ser humano excepcional, portador de poderes
psíquicos que possibilitam o contato com os chamados espíritos. A
conceituaçâo kardecista de espírito e ampla e abrange muitas categorias-
Mas, o sentido desenvolvido na prática foi o do contacto com espíritos que já
tenham tido corpos, isto é, iá tenham sido seres humanos. Essa
preocupação reduziu a grandiosidade do Kardecismo e o espiritismo arcou
com o ónus de ser a doutrina dos mortos - o que o Kardecismo não é
realmente.
Mais de cem anos depois, talvez sob a inspiração do proprio Kardec,
verifica-se que não existem poderes psíquicos especiais, mas apenas
emissão de forças, energias naturais comuns a todos os seres humanos. Vê se
também que todos os seres humanos usam essas energias, pois, sendo
elas naturais e integrantes do processo biológico normal, ser-lhes-ia
impossível deixar de usá-las.
Outro fato tranquilo é o relacionamento interplanos, o contacto entre as
dimensões, a cosmos universal. Esse fato só permanece obscuro porque se
convencionou que contacto é o que se faz pelos sentidos, convenção essa
fácil de ser derrubada no moderno pensamento científico.
Se admitirmos, pois, a existência de espíritos, seres atómicos,
moleculares, cujo habitat é outra dimensão vibracional, somos obrigados, por
definição, a admitir a relação desses espíritos com os seres físicos
naturalmente.
O contacto se faz com mais precisão pelo ser humano, por ser este
portador de um ou mais espíritos. Um ou mais, porque, no caso das
obsessões, mais de um espírito habita o mesmo corpo, formando a base das
esquizofrenias.
A conscientização do mecanismo desse contacto, que é feito à nossa
revelia, é que diferencia o médium natural do médium no sentido espírita da
palavra.
O desenvolvimento da técnica de contacto conscientemente, permite ao
médium ir além do relacionamento com seu próprio espírito e controlar o
fenómeno, também natural, de relações com outros espíritos.
Médium é, pois, um ser humano normal que utiliza conscientemente
suas faculdades mediúnicas. Mediunismo é o conceito organizado desse

2 comentários:

  1. nehum espirito habita o mesmo corpo ! cada corpo fisico so tem um habitante o seu propio espirito ! os obsessores apensa influenciam o obesediado ! não tem eles poder de se juntar a um espirto no mesmo corpo ! nem no momento da incorporação exite esse tipo de coisa ! abços ! jorge

    ResponderEliminar
  2. outra coisa importante não existe kardecismo . o nome da doutrina é espiritismo .

    ResponderEliminar